Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Arcimboldo (Parte 2 de 2 - Análise de Imagens)

por ornitorrincoquantico, em 28.06.09

E a obra de Arcimboldo para análise é "O bibliotecário" (1566):

 

 

Arcimboldo realiza um trabalho semelhante ao quadro de Rodolfo (confira a parte 1) e cria uma ilusão utilizando dessa vez elementos que são encontrados em uma biblioteca: livros, marcadores, espanador de pó, óculos e cortina, formando a imagem de um homem, um bibliotecário da época.

 

Assim, Arcimboldo utiliza elementos que ele acredita representar a essência do retratado. No caso de Rodolfo, os alimentos representam a ilusão do poder. E em "O bibliotecário"?

 

A representação do bibliotecário é formada por livros organizados e bem cuidados (eles não são sujos e não possuem estragos). Uma cortina encobre parte do que seria o ombro, representando uma capa e também mostrando que os livros, com o bibliotecário, estão protegidos e bem conservados.

 

Mas assim como no quadro de Rodolfo, não há nada que nos garanta que exista segurança. Um esbarrão e toda a pilha de livros pode desabar. Assim é o homem, vive sua vida na ilusão de uma segurança, mas que é efêmera. Hoje está limpo, mas amanhã poderá estar empoeirado.

 

Há também um livro aberto representando um chapéu ou peruca. A mente do bibliotecário estaria assim, aberta ao conhecimento, pronta para ser consultada. A forma como o bibliotecário é representado mostra também que a profissão era respeitada e bem vista, afinal só por ser tema de uma pintura nessa época já era um sinônimo de status.

 

Essas ilusões também estão presentes em diversas outras obras do artista, olhe só:

 

The Four Seasons in One Head

 

O ar

 

A terra

 

O inverno

 

Muitas pessoas ao tomarem contato à primeira vez com o trabalho de Arcimboldo o classificam erroneamente como surrealista. Na verdade, seu trabalho hoje está inserido na escola artística do Maneirismo.

 

De acordo com o site Histórianet, "o maneirismo tem características variadas, difícil de reuni-las e um único conceito.
O termo Maneirismo foi utilizado por Giorgio Vasari para se referir a "maneira" de cada artista trabalhar. Uma evidente tendência para a estilização exagerada e um capricho nos detalhes começam a ser sua marca, extrapolando assim as rígidas linhas dos cânones clássicos.
Muitos críticos consideram que o maneirismo representa a oposição ao classicismo e ao mesmo tempo, manteve-se como tendência artística até o desenvolvimento do Barroco, que marcaria a nova visão artística da Igreja Católica, após o movimento de contra reforma Alguns historiadores o consideram uma transição entre o renascimento e o barroco, enquanto outros preferem vê-lo como um estilo propriamente dito.
Os artistas passam a criar uma arte caracterizada pela deformação das figuras e pela criação de figuras abstratas, onde não havia relação direta entre o tamanho da figura e sua importância na obra (...) Rostos melancólicos e misteriosos surgem entre as vestes, de um drapeado minucioso e cores brilhantes. A luz se detém sobre objetos e figuras, produzindo sombras inadmissíveis. Os verdadeiros protagonistas do quadro já não se posicionam no centro da perspectiva, mas em algum ponto da arquitetura, onde o olho atento deve, não sem certa dificuldade, encontrá-lo. No entanto, a integração do conjunto é perfeita.

E é assim que, em sua última fase, a pintura maneirista, que começou como a expressão de uma crise artística e religiosa, chega a seu verdadeiro apogeu, pelas mãos dos grandes gênios da pintura veneziana do século XVI. A obra de El Greco merece destaque, já que, partindo de certos princípios maneiristas, ele acaba desenvolvendo um dos caminhos mais pessoais e únicos, que o transformam num curioso precursor da arte moderna"

 

Os principais pintores maneiristas foram: Domenico Beccafumi, Francesco Salviati, Giorgio Vasari, Giuseppe Arcimboldo, Marten de Vos, Cornelis van Haarlem e El Greco.

 

Futuramente, ao analisarmos algum pintor barroco, perceberemos algumas semelhanças entre o estilo de Arcimboldo e o barroco.

 

Espero que tenham gostado desse pintor. Existem diversas imagens dele na internet, procurem e tentem conhecer um pouco mais desse artista que passou muitos anos esquecido pela história da arte e só muito recentemente foi "redescoberto".

 

Mês que vem tem mais. Até lá.

 

Para ler os artigos já publicados:

 

Arcimboldo (Parte 1 de 2 - Análise de Imagens)

Andy Warhol - Parte 1

Andy Warhol - Parte 2

Andy Warhol - Parte 3
Vamos aprender a ler a Arte?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:29



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.