Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Diz-me com quem andas... Parte 02

por ornitorrincoquantico, em 07.06.09

Larissa Andrade

 

 

Lembro até hoje da primeira vez em que a vi. Foi no primeiro dia de aula do cursinho, em 2005. Ela namorava um rapaz e estava ao lado dele, eu sentei na frente e na minha frente tinha um outro casal. Os 2 casais não faziam nada além de se acariciarem. E eu ali, no meio, de vela.

 

Nossa amizade demorou para acontecer. Enquanto ela namorava este indivíduo ela não falava com mais ninguém, nem olhava para os lados. Logo eu e meus outros amigos começamos a encontrar diversos defeitos nela. Ela era chata, metida, sem graça, magra demais e com uma voz insuportável de taquara rachada.

 

Mas isto foi enquanto ela namorava o cidadão, porque depois que se separaram ela se tornou uma outra pessoa e se aproximou de nós. No princípio ficamos meio com o pé atrás, mas é nossa característica sempre reavaliar nossos conceitos sobre alguém. E nessa reavaliação ela foi aprovada com louvor e entrou direto para o meu coração. Risquei todos os defeitos que achava dela, até a voz ficou mais doce. Ela é encantadora, muito meiga e carinhosa. E de tão fininha dá a impressão que vai se desmanchar no ar.

 

Parceirona de aventuras, topa qualquer parada com a gente, mas sempre com moderação. Tem um jeitinho e ternura impossíveis de descrever com palavras. Ela tem todo um ar de glamour e sofisticação mas adora o simples e é muito humilde. Tem muitas frescurinhas e reclama demais, reclama de tudo. Mas eu gosto tanto desse jeito dela que nem sei se posso classificar como defeito.

 

Momentos bizarros com a gente? Foram muitos mas o melhor de todos foi a vez em que fizemos um lual num fim de mundo e de repente começou a tocar uma lambada (a música tema de Tieta). Agarrei ela pela cintura e matei a saudade de dançar lambada. Foi cômico, quase quebrei os ossos dela. Ficamos tontos de tanto rodar. E o melhor (pior?) é que foi filmado. Veja:

 

 

 

Hoje ela namora o Peixe, que é um cara muito legal e trouxe muita felicidade a ela. E o melhor, ela continua nossa amiga como antes e o Peixe também se tornou um grande parceiro da gente.

 

Sinto muita falta do abraço dela! Sempre que vou a Passos preciso revê-la só por conta desse abraço maravilhoso e sincero.

 

Douglas Prado

 

 

O Douglas é outra amizade que nasceu no cursinho. Mas essa amizade deu trabalho. Foi difícil entrar no mundo dele, ralei pra conquistar sua amizade. Mas valeu a pena porque o considero praticamente como um irmão de verdade.

 

Nos tornamos amigos por sermos muito parecidos, apesar de sermos completamente diferentes e vivermos e conhecermos com pessoas muito diferentes. Mas acho que isso é uma característica de todas as amizades, pois se enquadra a todos os meus grandes amigos.

 

Nós adoramos cinema, tivemos uma infância muito parecida, nossos pais são muito parecidos e tem quase a mesma idade (o pai dele conheceu meu pai no passado), gostamos de muitas músicas em conjunto, brincávamos de tazoo na pré-adolescência, colecionávamos figurinhas de chiclete e chocolate surpresa, adoramos super nintendo, temos o mesmo tempermento, somos chatos às vezes, implicantes, somos super mega power teimosos (o que irrita mta gente)... e um mundo de outras coisas.

 

E no que somos diferentes é uma beleza, porque um ajuda o outro no que precisa. E o tanto que ele já me ajudou na vida? Nunca conseguiria retribuir na medida certa. Ele é um ótimo ouvinte e sempre teve muita paciência comigo (e não é fácil, porque eu sou muito complicado e complexo). Nossa, sempre que precisei ele foi me ajudar, podia estar super ocupado mas sempre arrumava um tempo pra ir na minha casa. Sempre me chamou pra sair e divertir nas noites em Passos. E já demos muitas voltas, e voltas e mais voltas pelas ruas da vida noturna de lá.

 

Enfim, foi amigo de verdade nas alegrias e também nas tristezas. Me animou quando estava desanimado, me fez rir quando estava triste e me motivou quando estava desmotivado. Mesmo em uma época em que eu estava perdido e fazia um monte de coisa sem sentido, ele nunca deixou de ser parceiro.

 

E ele é uma pessoa que tem muita dificuldade em expressar qualquer sentimento. Ele me dizia que não sabia o porquê de não conseguir deixar de ser um tanto frio com seus sentimentos e seus relacionamentos familiares, de amizade e amorosos. No fim das contas, ele me ajudou a ser uma pessoa mais sociável e eu o ajudei a ser menos frio com as pessoas.

 

Ele é uma pessoa muito querida por muita gente. A gente brinca que ele deveria ser político por conhecer tanta gente. Mas quantidade não é o mesmo que qualidade, e com a minha amizade e de toda nossa turma, ele acabou descobrindo como é bom ter amigos de verdade e o quanto é ótimo poder ser livre para ser feliz e se expressar. E acabei descobrindo que eu precisava me abrir mais para o mundo e que deveria ter mais coragem e confiança em mim mesmo. Deu pra entender o quanto nossa amizade é importante e rara?

 

Ele é minha salvação no Super Nintendo, sempre que tenho dúvida em qualquer jogo, mesmo os que ele não jogou, ele me ajuda e descobre todas as manhas.

 

Minha maior felicidade é que ele começou a namorar firme e está super feliz, além de estar fazendo faculdade. Antes seus relacionamentos não duravam nada e eram muito superficiais. Hoje fico feliz por ele estar feliz e realizado no namoro (embora ache que ele se afastou um pouco dos amigos, mas eu perdoo ele... :P )

 

Sempre que vou pra Passos ele me procura, até hoje, nem que seja pra dar um oi super rápido no portão da minha casa. Esse cara é demais!!!

 

Micos? Nossa, vivemos muitos, mas um inesquecível foi quando eu, ele e o Beto fomos pra Itaú uma madrugada e na volta tocou Unbreak my heart e eles me incentivaram a "interpretar" a música... o Douglas ainda abriu as janelas do carro e eu dando a louca de Tony Braxton na estrada... coisa ridícula...rzz

 

Também tivemos umas histórias com umas meninas de madrugada mas que prefiro não comentar...hauahuha...

 

PS Básico: certa vez, estava eu, Douglas e Beto na festa de aniversário da Carol (futuramente ela estará no "diz-me com quem andas" e vocês saberão quem é) e a mãe da Carol chegou para nós três e disse que tinha uma coisa muito importante pra nosdizer :

 

Para o Douglas (mais ou menos assim): Você é lindo, acho você um rapaz muito lindo, educado, gentil. Eu falo pra Calorine que ela tem muita sorte de ter um amigo como você. Você tem um rosto lindo, parece modelo, uma graça de menino...

 

Para o Beto: Você também é um gato Beto, dou graças a Deus pela Caroline ter amigos como vocês. Você é um moreno lindo, tem um porte de homem muito lindo, é muito alegre, divertido, animado. Você contagia a todos com sua beleza e energia.

 

Pra mim: Ai Rubens... você é tão... tão ÉTICO!!! Nesse momento ela foi interrompida pela gargalhada dos três... tá certo, eu sei que não sou bonito como eles. Mas sou ético, oras...rzz

 

Não leu a parte 1??? Clica aqui então que eu te levo até lá...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:21



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.