Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Saudade e Amor

por ornitorrincoquantico, em 17.09.09


Esta é uma crônica de colagem. Fiz uma pesquisa com termos sobre amor e saudade nos blogs de amigos que acompanho e com os resultados construí essa história. Uns 85% do conteúdo é de autoria deles, o restante foi completado e costurado por mim. Espero que gostem do resultado, eu achei fantástico.

 

 

Saudade e amor

 

Hoje bateu uma saudade.

 

Saudade. Palavra que só existe no português... ah! E eu ouvi há não muito tempo que saudade não é exclusividade nossa. Recentemente, uma pesquisa entre tradutores britânicos apontou a palavra "saudade" como a sétima palavra de mais difícil tradução.

 

Por que estou escrevendo sobre saudade? Senti saudade, só isso. Não existe nada para ser falado neste momento... mas só de falar nela já dá aquela saudade né?

 

Eh, de repente a saudade chegou... e a saudade, moço, que é que a gente faz com a saudade, com o buraco no peito?

 

Há um ano começava o planejamento da minha melhor aventura!! Baita saudade! (Saudade essa que não me deixa e só cresce a cada dia)... saudade da Lilo, Cacá, Dê, Ib, Vicky, César, Charles na 'baladinha do Market Place' aonde rolou até Algodão Doce no Carrossel... Da Nati no Xingú, de um montão de gente do Ultra, enfim... momento nostalgia... ainda bem que sempre tem a internet, a webcam e o telefone pra matar a saudade. Saudade de você... eu estava aqui pensando em fazermos uma reunião aqui no meu apartamento. Ai, amigo, só de pensar nessa viagem pra Floripa e o quanto nos divertimos, eu choro de saudade. Embora não creias, sempre passo por aqui para recordar. Nossa tu tá do outro lado do mundo e te adooooooooooooooro! Ninguém merece morrer sem ver o outro lado do mundo, né? Mas você também está guardado no meu coração! Ai que saudade de jogar desodorante spray em você... não tem graça jogar spray na Alessandra... ela sempre desmaia com o cheiro...

 

Sinto saudade do meu tempo de criança... Quando os problemas nem existiam. Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade dos bolinhos de chuva e das canaletas construídas na areia encharcada da madrugada. Saudade de dançar numa 'sala de reboco', saudade dos meus cães (A saudade dos cachorros foi claramente demonstrada com lambidas, patadas...)... também muita saudade do meu velho ídolo Tim Maia! Que saudade imensa da minha irmã. Também a amo muito. Ok, ok, foco nas sensações...

 

Me disseram que saudade é o amor que fica e que acontece muito quando uma pessoa que devia estar perto está longe.

 

Sentir saudades é pensar nos doces e deliciosos momentos de amor. Mesmo os que não existiram mas a gente quer que existam um dia. Saudade de saber que tem alguém ali, que existe só pra você e de acordar dando beijo sem se importar com o gostinho ruim. Mas amar dói, porque é inevitável que você sinta coisas como ciúme, angústia, saudade...

 

Você ama alguém? Eu pergunto aqui do amor homem x mulher (ou do amor homem x homem, mulher x mulher...). Essa coisa de saudade me recorda o amor mais puro que eu já conheci. Oh, meu Deus! Eu vou sentir saudades dele. Ainda não posso imaginar a vida sem ele. Mas eu acredito que Deus vai ajudar. Queria apenas mais declarações de amor...

 

Vou contar uma coisa. Uma história de amor. Que me contaram. E agora eu vou contar. Os dois viveram um amor proibido. Moravam em alas separadas em um asilo em La Paz, na Bolívia, quando se conheceram. Queriam conhecer lugares novos, aprender coisas novas, enxergar outros azuis. Mas não se declararam, pois quando se declara um amor, a responsabilidade nisso é tão grande! Na década de 40, por exemplo, era charmoso os casais apaixonados se declararem envoltos numa nuvem de fumaça enquanto trocavam juras eternas de amor. Mas eles não poderiam assumir essa responsabilidade naquele momento.

 

Às vezes perdemos um tempo enorme e precioso na vida, atrás de um carinho e amor, que aquela pessoa não pode te dar.


“Resista...” – é o que um deles pensava diariamente.

 

“Existe amor a primeira vista...e existe desamor também a primeira vista... lembre-se do anjo que largou tudo pra viver um amor e acabou sozinho!” – era a angústia do outro.

 

“Ela era um amor de pessoa e estava sempre sorrindo, mas voltei a viver minha vida, achando que esse meu amor platônico não passaria de um amor platônico mesmo”.

 

Tem amor que sem dúvida é pra ser vivido, sentido, com todas as suas forças... Mas tem amor que você sabe que não é pra você, mas mesmo assim insiste em sentir. O amor é aprisionamento da paixão. Para o bem e para o mal. Sábios eram os gregos, que possuíam quatro verbos para falar em amar: erao, ligado estritamente ao amor erótico; filéo, o amor de amizade, de querer bem ao outro, de gostar; agapao, o amor ligado à satisfação de um desejo; e, finalmente, stergo, o amor cujo impulso básico é a proteção do outro.

 

A primeira vez que pensei sobre o amor foi exatamente porque questionei sobre se o que eu sentia era realmente amor. O amor, mesmo no auge da paixão, às vezes nos foge. Quando estamos amando, é óbvio que estamos utilizando o conceito de amor que temos dentro da nossa alma. E cada um vai ter que descobrir sozinho. É um mistério a ser decifrado! Alguém para decifrar pra mim? Agradeço muitíssimo e dou uma Paçoca Amor em retribuição.

 

O amor é presença perene no coração. Há ocasiões em que dói, como se o coração fosse comprimido pela mão da ausência. Ele tem que se fazer por merecer.

 

Questiona Charlie em uma das tiras dos Peanuts: "mas o amor não existe para fazer a gente feliz?" Nem sempre, Minduim, nem sempre. Na vida e no amor, não temos garantias.

 

"Buscar amor é buscar um novo começo, um novo ponto de partida na vida" – diziam os dois apaixonados. A história sem fim... Vamos assistir juntinhos este hino ao amor? Sem final trágico! Ainda não acabou...

 

Essa história de amor, de saudade... Sinto amor, sinto dor... sinto tudo. Socorro! - ... Preciso de tudo um pouco, há uma sede infinita em mim de amor!! Devo ter nascido do amor que há entre Deus e o Diabo. Ah, que ninguém me dê piedosas intenções, ninguém me peça definições! Ninguém me diga: "vem por aqui"!

 

Amor não é tudo em uma relação. É completamente necessário, mas não se consegue viver apenas por amar.

 

Mas amar é muito bom! E quanto ao amor, não que nós dependemos de alguém, mas acho que a vida sem amor é sem graça. Não tem coisa melhor do que sentir arrepio cada vez que pensa na pessoa… ahhhh A.D.O.R.O!!!

 

Lembro daquele dia (que só fui porque meu amor é o melhor e confio nele) quando minha mão se fez suada em tua presença... Teus olhos, até então invisíveis, se mostraram presentes, marcantes em minha vida. E continuam, até hoje. Como os olhos de um cachorrinho. Quem tem cachorro e cultiva amor diariamente por ele, sabe do que falo. A noite inteira minha cachorrinha fica "chororô". E eu também.

 

Quanto às personagens da história que contei desejo-lhes de coração uma vida repleta de paz, amor e alegria!

 

Quanto ao que eu sinto, é o amor que ele faz brotar em mim, que ele planta em mim, que me mantém vivo, respirando.

 

Saudade...

 

 

Blogs consultados: Nadja, Rosana, Evandro Santo, Sheila, Rebiscoito, Inagaki, Auki, Gleydson, Kika, Laura Gianini, Sol e Mulher 7x7.

 

Crédito da foto: Negateven - Portal Olhares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:21


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Soraya Carvalho a 17.09.2009 às 18:19

Demorei um cadinho pra encontrar minha parte no bolo... Tá lindo, anjo!!!!!!!!!!!!!!!!!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.